SINAIS DE DOENçA QUE LEVA EM MéDIA 4 ANOS PARA SER DIAGNOSTICADA

Um estudo da Universidade de Aberdeen, na Escócia, descobriu que leva em média quatro anos e meio para que doenças da tireoide, como o hipertireoidismo, sejam diagnosticadas.

Os pesquisadores descobriram que para dois terços dos 1.200 participantes foram necessárias múltiplas consultas e um agravamento dos sintomas antes que o diagnóstico fosse feito.

Sinais de alerta para doença da tireoide

Os sintomas serão diferentes dependendo se sua tireoide está hiperativa ou hipoativa.

Cansaço e dores musculares são sinais comuns de que você pode ter doenças da tireoide, além de sentir-se sensível em temperaturas frias e quentes.

Uma tireoide hipoativa também é conhecida por causar depressão em muitos pacientes.

Créditos: Goodluz/DepositPhotos

Os idosos que sofrem de uma tireoide hipoativa podem ter um risco aumentado de perda de memória, enquanto as crianças podem apresentar um desenvolvimento mais lento que conduz à puberdade.

Uma tireoide hiperativa também pode se manifestar por meio de inchaço no pescoço devido ao aumento da glândula tireoide.

Esse inchaço geralmente é indolor, mas pode causar tosse, dificuldade para falar e chiado ao respirar.

Sintomas comuns de uma tireoide hipoativa:

  • depressão
  • desaceleração dos batimentos cardíacos
  • intestino preso
  • menstruação irregular
  • falhas de memória
  • cansaço excessivo
  • dores musculares
  • pele seca
  • queda de cabelo
  • ganho de peso
  • aumento de colesterol no sangue

O hipotireoidismo é a doença mais comum da tireoide, ocorre mais frequentemente em mulheres e pessoas com mais de 60 anos de idade e tende a se repetir entre os membros da família. Nessa condição, há uma queda na produção dos hormônios T3 (triiodotironina) e T4 (tiroxina).

Créditos: magicmine/istock

Sintomas comuns de uma tireoide hiperativa:

  • Aceleração dos batimentos cardíacos acima de 100 por minuto (chamada taquicardia)
  • Irregularidade no ritmo cardíaco, principalmente em pacientes com mais de 60 anos
  • Nervosismo, ansiedade e irritação
  • Mãos trêmulas e sudoreicas
  • Intolerância a temperaturas quentes e probabilidade de aumento da sudorese
  • Queda de cabelo e/ou fraqueza do couro cabeludo
  • Rápido crescimento das unhas, com tendência à descamação das mesmas
  • Fraqueza nos músculos, especialmente nos braços e coxas
  • Intestino solto
  • Perda de peso importante
  • Alterações no período menstrual
  • Aumento da probabilidade de aborto
  • Olhar fixo
  • Protusão dos olhos, com ou sem visão dupla (em pacientes com a Doença de Graves)
  • Acelerada perda de cálcio dos ossos com aumento do risco de osteoporose e fraturas.

O hipertireoidismo ocorre quando há uma produção excessiva dos hormônios da tireoide (T3 e T4).

De acordo com a Sociedade Brasileira de Endocrinologia, a condição pode se apresentar de diversas formas, desde uma apresentação clínica mais branda, com muito poucos sintomas, até apresentações clinicas mais graves com risco de morte.

2024-07-05T11:05:17Z dg43tfdfdgfd